SITE KIT- Institucional

Varizes

varicoses_caso2
VARIZES

1. O que são varizes?
Varizes são veias alongadas, dilatadas e tortuosas. Devido à alteração de suas paredes, suas válvulas perdem a função, levando o sangue a circular em ambos sentidos (normalmente o sangue venoso só flui das veias menores para as maiores, ou seja, dos pés para o coração). As varizes ocorrem nas veias do sistema venoso superficial – localizado entre o músculo e a pele –, que é responsável pelo transporte de 10 a 15% do sangue da perna. O sistema venoso profundo – que é responsável pelo transporte de 85 a 90% do sangue venoso – é muito mais importante e tais veias se localizam dentro da musculatura (não são visíveis).

2. Existem diferentes causas para o problema?
Classificação:
1. primária (mais comum): defeito no sistema venoso superficial.

2. secundária (mais rara e mais grave): alterações do sistema venoso profundo, causando varizes no sistema venoso superficial ou comunicações (fístulas) entre artérias e veias do sistema venoso superficial.

PRIMÁRIA:
1. fatores predisponentes: fragilidade genética do vaso
2. fatores desencadeantes: gravidez; obesidade; hormônios femininos e/ou anticoncepcionais; ficar muito tempo em pé ou sentado (sem movimentar as panturrilhas).
SECUNDÁRIA:
Doenças como a trombose venosa profunda (TVP), que causam aumento de pressão no sistema venoso superficial, ou comunicações entre artérias e veias que podem ser congênitas ou traumáticas, como por exemplo: uma facada.

3. Pode ser um problema genético? Hereditário?
Sim, as varizes primárias são geralmente um problema genético, já definido quando a pessoa nasce.

4. Minha mãe tem varizes, vou ter também?
Não obrigatoriamente, mas quanto maior for o número de familiares com varizes, maior será a probabilidade do desenvolvimento do problema.

5. Mulheres que tem mães com varizes tem maior predisposição?
Sim, quem tem parentes com varizes tem maior chance de o problema.

6. Onde aparecem com mais freqüência?Atrás dos joelhos, nas laterais das coxas, sendo geralmente problema estético. Ou na parte interna das pernas (área da veia safena), criando um problema estético mas também funcional.

7. O que fazemos para nos prevenir?
Evite os fatores desencadeantes (gravidez; obesidade; hormônios femininos e/ou anticoncepcionais; ficar muito tempo em pé ou sentado).
Faça ginástica rotineiramente. A melhor delas é a que você gosta e/ou é próximo da casa ou do trabalho. Para pessoas que "não gostam de ginástica" a solução é um(a) personal trainer.

Alongue-se de preferência diariamente. Principalmente a panturrilha (batata da perna).

8. Em termos estatísticos, quem tem mais varizes? Em que idade?
De acordo com um estudo realizado pelo Professor Maffei (Titutar de Cirurgia Vascular na Faculdade de Medicina de Botucatu - SP) e colaboradores, as mulheres têm de duas a três vezes mais chances de apresentar varizes do que os homens.
Definir a idade é difícil, devido à variedade de quadros clínicos. Há pacientes com apenas ma veia dilatada, que procura o tratamento estético, e pacientes com varizes profusas, carecendo de tratamento estético e funcional.

9. O que fazemos no dia-a-dia que facilita o aparecimento de varizes?
Nos alimentamos mal, engordando.
Ficamos muito em pé ou sentados, parados.
Não fazemos ginástica e alongamento.
As mulheres usam anticoncepcionais em vez de outros métodos contraceptivos.

10. Qual o médico mais indicado para tratar meus "vasinhos"?
Deve-se procurar um médico que tenha título de especialista em cirurgia vascular (pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular), e que algum conhecido tenha obtido bons resultados com ele. Cuidado ao orientar-se por matérias de jornais, revistas, TVs e sites. Procure informação adicional sobre o profissional.

11. O que é recomendado na Clínica Miyake?
1) Cuidar do peso.
2) Fazer exercícios e alongamentos.
3) Parar de fumar (não tem relação direta com as varizes, mas melhora a saúde em geral).
4) Pode usar salto alto, desde que alongue a panturrilha diariamente.
5) Meia elástica só quando ela promove alívio do cansaço nas perna. Não previne varizes grossas e muito menos trata. Se a meia não se adaptar bem ao formato da perna, pode fazer mal.
6) Cirurgia de varizes: casos de varizes volumosas.
7) Pequena cirurgia: microvarizes.
8) Lasers de última geração como o Vasculight e/ou Quantum DL: "vasinhos" e microvarizes pequenas e de baixa pressão.
9) Injeções de glicose 75% para tratar "vasinhos" (tratamento mais barato). Usa-se o aparelho Cryo5 (que solta ar gelado a menos 20 graus, anestesiando a pele por segundos) em conjunto com a escleroterapia por agulha e o laser, diminuindo de 50 a 100% da dor das aplicações.

VARIZES E ESPORTE

1. Qual é o melhor esporte para praticar?
Aquele que você faça com freqüência e de preferência com prazer. Deve ser próximo ao seu trabalho ou à sua casa ou coincidir com atividades dos filhos.

2. Algum tipo de esporte ou ginástica causa varizes?
Deve-se evitar os esportes que causam muito impacto nas pernas.

3. A prática de exercícios pode melhorar ou prevenir varizes?
Sim, pois os exercícios podem ajudar a diminuir o peso e melhorar o funcionamento da panturrilha (batata da perna),que funciona como o coração da perna.

ANESTESIA
1. Que tipo de anestesia é feita para uma cirurgia de varizes?
Algumas pequenas veias podem ser extirpadas sob anestesia local, computadorizada (com um equipamento chamado Wand) ou por injeções. Cirurgias maiores requerem anestesia mais ampla, geralmente peridural ou raquianestesia. Em ambos os casos, pode-se associar uma sedação, visando maior tranqüilidade e conforto do paciente.

2. Tenho muito medo de anestesia. O que posso fazer para amenizá-lo?
Uma consulta com um anestesiologista (ou anestesista) é um bom começo. Este médico especialista poderá explicar sobre as diferentes técnicas e toda a tecnologia disponível para sua segurança. É ele quem cuidará de você durante toda a cirurgia e por algum tempo depois dela. Faça perguntas, tire suas dúvidas! A consulta pré-anestésica é uma tendência mundial e já está provado que ela evita complicações.

3. Como a tecnologia pode ajudar na segurança da anestesia?
Monitores de sinais vitais: aparelhos computadorizados que permite a avaliação da onda de eletrocardiograma, freqüência cardíaca, pressão arterial, pulso, oxigenação, temperatura corpórea, e até a concentração do ar carbônico exalado.
Monitor BIS: o primeiro dispositivo capaz de avaliar o nível de hipnose (sedação) do paciente durante a cirurgia.
Bomba de infusão: também computadorizada, facilita o controle da dose de anestésico a ser utilizada, permitindo infusão precisa e contínua de acordo com a idade e o peso do paciente.
Manta térmica: é uma manta insuflada por ar aquecido a temperatura controlada para evitar o desconforto e as complicações da hipotermia. Feita de material descartável derivado do papel, em formato semelhante a um pára-quedas.

4. O que é anestesia por "Crioanalgesia"?
O FREDDO - é um aparelho que sopra ar a -15ºC, causando diminuição da sensação dolorosa durante as sesões de escrleroterapia.

CIRURGIA

1. Vou ficar com a perna cheia de cicatrizes?
Não. As varizes e microvarizes são retiradas por orifícios de 1milímetro feitos na pele. Os cuidados durante e depois da cirurgia garantem uma boa cicatrização e a eliminação das marcas.

2. Quanto tempo tenho que ficar de repouso após a cirurgia?
Varia de um dia (pequenas áreas da perna, tratadas na própria clínica com anestesia local) a quatro semanas. Por exemplo, cirurgias grandes sem a retirada de veias safenas requerem poucos dias de repouso. Em casos complexos, de veias de grosso calibre, recomenda-se de duas a quatro semanas.

3. O pós-operatório é dolorido?
Geralmente não. Este tipo de cirurgia evoluiu muito nas últimas três décadas. Cortes, pinçamentos de veias e pontos foram substituídos por pequenas perfurações na pele, "pesca" das veias com agulhas de crochê e fitas adesivas, respectivamente. Desta forma a agressão é mínima e geralmente não é utilizado nenhum tipo de analgésico após a alta hospitalar.

4. Por onde vai passar o sangue que estava circulando pelas veias que serão retiradas na cirurgia?
As veias varicosas não funcionam corretamente e fazem com que o sangue circule no sentido errado. Quando essas veias são retiradas, a circulação vai melhorar. O sangue vai circular pelas outras veias.

5. É uma cirurgia de alto risco? A cantora Clara Nunes morreu durante uma cirurgia de varizes...
É um dos procedimentos cirúrgicos de menor risco. A morte da cantora, há 20 anos, ocorreu por uma série de fatalidades que, atualmente, podem ser facilmente evitadas pelos avanços técnicos e tecnológicos da anestesia. Vários aparelhos automáticos - obrigatórios por lei - monitoram os dados vitais do paciente durante a cirurgia e detectam precocemente qualquer alteração.